JOLUSI FM RÁDIO WEB

A rádio web JOLUSI FM também está nesse endereço agora com áudio e video. Clique no "PLAY para acompanhar a programação.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

História resumida do Rock

Fonte: suapesquisa.com
Edição: Jorge Luiz da Silva.

História do Rock´n Roll, Rock no Brasil, Grupos e Bandas de Rock Nacionais e Internacionais, os grandes sucessos do rock

Elvis Presley: símbolo máximo do rock

Origens do rock
Este gênero musical de grande sucesso surgiu nos Estados Unidos nos anos 50 (década de 1950).. Inovador e diferente de tudo que já tinha ocorrido na música, o rock unia um ritmo rápido com pitadas de música negra do sul dos EUA e o country. Uma das características mais importantes do rock era o acompanhamento de guitarra elétrica, bateria e baixo. Com letras simples e um ritmo dançante, caiu rapidamente no gosto popular. Apareceu pela primeira vez  num programa de rádio no estado de Ohio (EUA), no ano de 1951.

A rock na década de 1950 : primeiros passos
É a fase inicial deste estilo, ganhando a simpatia dos jovens que se identificavam com o estilo rebelde dos cantores e bandas. Surge nos EUA e espalha-se pelo mundo em pouco tempo. No ano de 1954, Bill Haley lança o grande sucesso Shake, Rattle and Roll. No ano seguinte, surge no cenário musical o rei do rock Elvis Presley. Unindo diversos ritmos como a country music e o rhythm & blues. O roqueiro de maior sucesso até então, Elvis Presley lançaria o disco, em 1956, Heartbreaker Hotel, atingindo vendas extraordinárias. Nesta década, outros roqueiros fizeram sucesso como, por exemplo, Chuck Berry e Little Richard.


O rock nos anos 60: rebeldia e transgressão
Esta fase marca a entrada no mundo do rock da banda de maior sucesso de todos os tempo : The Beatles. Os quatro jovens de Liverpool estouram nas paradas da Europa e Estados Unidos, em 1962, com a música Love me do. Os Beatles ganham o mundo e o sucesso aumentava a cada ano desta década.
A década de 1960 ficou conhecida como Anos Rebeldes, graças aos grandes movimentos pacifistas e manifestações contra a Guerra do Vietnã. O rock ganha um caráter político de contestação nas letras de Bob Dylan. Outro grupo inglês começa a fazer grande sucesso : The Rolling Stones.
No final da década, em 1969, o Festival de Woodstock torna-se o símbolo deste período. Sob o lema "paz e amor", meio milhão de jovens comparecem no concerto que contou com a presença de Jimi Hendrix e Janis Joplin.
Bandas de rock que fizeram sucesso nesta época : The Mamas & The Papas, Animals, The Who, Jefferson Airplane, Pink Floyd, The Beatles, Rolling Stones, The Doors.

O rock nos anos 70:
disco music, pop rock e punk rock
Nesta época o rock ganha uma cara mais popular com a massificação da música e o surgimento do videoclipe. Surge também uma batida mais forte e pesada no cenário do rock. É a vez do heavy metal de bandas como Led Zeppelin, Black Sabbath e Deep Purple. Por outro lado, surge uma batida dançante que toma conta das pistas de dança do mundo todo. A dance music desponta com os sucessos de Frank Zappa, Creedence Clearwater, Capitain Beefheart, Neil Young, Elton John, Brian Ferry e David Bowie.
Bandas de rock com shows grandiosos aparecem nesta época : Pink Floyd Genesis, Queen e Yes.

Anos 80 : um pouco de tudo no rock
A década de 1980 foi marcada pela convivência de vários estilos de rock. O new wave faz sucesso no ritmo dançante das seguintes bandas: Talking Heads, The Clash, The Smith, The Police.
Surge em Nova York uma emissora de TV dedicada à música e que impulsiona ainda mais o rock. Esta emissora é a MTV, dedicada a mostrar videoclipes de bandas e cantores.
Começa a fazer sucesso a banda de rock irlandesa chamada U2 com letras de protesto e com forte caráter político. Seguindo um estilo pop e dançante, aparecem Michael Jackson e Madonna.

Anos 90 : década de fusões e experimentações
Esta década foi marcada por fusões de ritmos diferentes e do sucesso, em nível mundial, do rap e do reggae. Bandas como Red Hot Chili Peppers e Faith no More fundem o heavy metal e o funk, ganhando o gosto dos roqueiros e fazendo grande sucesso.
Surge o movimento grunge em Seattle, na California. O grupo Nirvana, liderado por Kurt Cobain, é o maior representante deste novo estilo. R.E.M., Soundgarden, Pearl Jam e Alice In Chains também fazem sucesso no cenário grunge deste período.
O rock britânico ganha novas bandas como, por exemplo, Oasis, Green Day e Supergrass.

O Rock no Brasil
O primeiro sucesso no cenário do rock brasileiro apareceu na voz de uma cantora. Celly Campello estourou nas rádios com os sucessos Banho de Lua e Estúpido Cupido, no começo da década de 1960. Em meados desta década, surge a Jovem Guarda com cantores como, por exemplo, Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa. Com letras românticas e ritmo acelerado, começa fazer sucesso entre os jovens.

Na década de 1970, surge Raul Seixas e o grupo Secos e Molhados. Na década seguinte, com temas mais urbanos e falando da vida cotidiana, surgem bandas como: Ultraje a Rigor, Legião Urbana, Titãs, Barão Vermelho, Kid Abelha, Engenheiros do Hawaii, Blitz e Os Paralamas do Sucesso.
Na década de 1990, fazem sucesso no cenário do rock nacional : Raimundos, Charlie Brown Jr., Jota Quest, Pato Fu, Skank entre outros.

Você sabia?
- Comemora-se em 13 de julho o Dia Mundial do Rock.



13 de julho - Dia Internacional do Rock!
Fonte e fotos: portaldorock.com.br

Mas porque 13 de julho? Foi no dia 13 de julho de 1985 que um cara chamado Bob Geldof, vocalista da banda Boomtown Rats, organizou aquele que foi sem dúvida o maior show de rock da Terra, o Live Aid - uma perfeita combinação de artistas lendários da história da pop music e do rock mundial.

Tina Turner & Mck Jagger

Além de contar com nomes de peso da música internacional, o Live Aid tinha um teor mais elevado, que era a tentativa nobre de conseguir fundos para que a miséria e a fome na África pudessem ser pelo menos minimizadas. Dois shows foram realizados, sendo um no lendário Wembley Stadium de Londres (Inglaterra) e outro no não menos lendário JFK Stadium na Filadélfia (EUA).

Os shows traziam um elenco de megastars, como Paul McCartney, The Who, Elton John, Boomtown Rats, Adam Ant, Ultravox, Elvis Costello, Black Sabbath, Run DMC, Sting, Brian Adams, U2, Dire Straits, David Bowie, The Pretenders, The Who, Santana, Madona, Eric Clapton, Led Zeppelin, Duran Duran, Bob Dylan, Lionel Ritchie, Rolling Stones, Queen, The Cars, The Four Tops, Beach Boys, entre outros, alcançando uma audiência pela TV de cerca de 2 bilhões de telespectadores em todo o planeta, em cerca de 140 países. Ao contrário do festival Woodstock (tanto o 1 como o 2), o Live Aid conseguiu tocar não somente os bolsos e as mentes das pessoas, mas também os corações.

Pete Towshend (The Who)

No show da Filadélfia, Joan Baez abriu o evento executando "Amazing Grace", com cerca de 101 mil pessoas cantando em coro o trecho "eu estava perdido e agora me encontrei, eu estava cego e agora consigo ver". Este show marcou também a única reunião dos três sobreviventes da banda Led Zeppelin, Robert Plant, Jimmy Page e John Paul Jones, com a presença ilustre de Phil Collins na bateria.

No final deste show, Mick Jagger e Tina Turner juntos, cantando "State of Shock" e "It's Only Rock and Roll", com Daryl Hall, John Oates e os ex-integrantes dos Temptations, David Ruffin e Eddie Kendrichs fazendo os backing vocals. Foi realmente um momento único na história do ROCK!

Paul McCartney & Elton John

O Live Aid conseguiu em 16 horas de show acumular cerca de 100 milhões de dólares, totalmente destinados ao povo faminto e miserável da África. Isso é a cara do ROCK AND ROLL!

ATITUDE!!!

Robert Plant & Jimmi Page (Led Zeppelin)

Fotos: brasilescola.com / portaldorock.com.br /
gomonkeygo.files.wordpress.com / 4.bp.blogspot.com

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Maria Bethânia a Estrela Guia da MPB

Fonte: mariabethania.com
Edição: Jorge Luiz da Silva. Fotos: google.com.br


No dia 18 de Junho de 1946, numa terça-feira, às 16:40 horas, na Rua Conselheiro Saraiva, número 39, antiga Rua Direita, em Santo Amaro da Purificação – Bahia, nascia mais um filho de Dona Claudionor Vianna Telles Velloso (Dona Canô) e Senhor José Telles Velloso (Sr. Zezinho ou Zeca), desta vez uma menina, cujo nome foi escolhido pelo irmão Caetano Emanuel, que nesta época tinha quatro anos de idade. O nome não poderia ser ao mesmo tempo tão sonoro, belo e forte quanto é: Maria Bethânia. Essa Estrela-Guia, Deus nos presenteou para dar alegria, felicidade e amor, muito amor, para em qualquer momento que a ouçamos cantar ou falar nos transportemos para um mundo de paz, esperança e onde saibamos acima de tudo respeitar o próximo e amá-lo em plenitude, enfim, um mundo mágico onde só é possível chegar através do amor sublime.

Mas, a escolha do nome não foi assim tão fácil, vejamos: Conta-se uma história verídica do século passado, sobre uma determinada criança que já nasceu consagrada, numa pequena cidade do interior da nossa tão bela, querida e amada Bahia...

Na casa dos Vianna Telles Velloso tudo transcorria normalmente. As tardes continuavam a ser decoradas pela figura imponente do rádio, que tinha naquela família um ardoroso fã de quatro anos de idade: o menino Caetano. Era pensando especialmente em seu encantamento que seguindo um ritual, o botão do aparelho era acionado para vislumbrar um mundo vasto e poderoso aos sentidos aguçados do garoto.


Caetano tinha mais quatro irmãos, eram três meninas (Eunice, Clara e Mabel) e dois meninos (Rodrigo e Roberto). Dona Canô estava em vias do sétimo filho. Foi talvez por causa de suas incansáveis audições de rádio, que Caetano apareceu um dia com mais uma idéia maluca na cabeça: disse que a criança que mãe Canô esperava seria menina e se chamaria Maria Betânia (na letra da música o Betânia é sem h).

Evidentemente que aquilo não passou de uma tolice aos ouvidos de Dona Canô e Sr. Zezinho. Sabiam que Maria Betânia era nome de uma música muito famosa, de autoria de Capiba e interpretada por Nelson Gonçalves, que a gravou em 1945. E batizar um filho com nome de uma música, era a última coisa que lhes passava pela cabeça.

A 18 de junho de 1946, eles eram pais de mais uma menina, conforme previsão de Caetano. E como tirar da cabeça de Caetano a absurda idéia de colocar nome de "Betânia" na criança? Havia outras sugestões de nome como Gisleine e Maria de diversos complementos, porém D. Canô não tinha preferência, pois como toda mãe o desejo maior é de que a criança seja saudável.

Sr. Zezinho pegou um boné que pertencia a Caetano. Reuniu a família e pediu a todos que escolhessem um nome. Democraticamente numa espécie de plebiscito os nomes foram escritos num papel, embrulhados e colocados dentro do boné. Um aviso geral, principalmente dado a Caetano: o nome escolhido através do sorteio, não poderia ser contestado. Depois do boné ser bem agitado para embaralhar os rolinhos de papel, Sr. Zezinho o dirigiu a Caetano que fechou os olhos e fez a escolha. Pronto! A criança estava quase batizada. Seu nome? MARIA BETÂNIA é claro! E como nos disse a Rainha: O velho, muito católico, lembrou-se do personagem bíblico que um dia auxiliou Jesus na dor e botou como na Bíblia que lia: com th e o circunflexo. Acho que o h no meio é que dá o charme. Bahia também tem, né? (Rev. Guitarra & Violão MPB, 1980, mod.)


Maria Bethânia foi batizada na Igreja Nossa Senhora da Penha, em Salvador, pela irmã Clara e por Eduardo Mamede, hoje falecido.

Maria Bethânia desde criança dizia a Dona Canô: Eu vou ser artista minha mãe. Tinha como sonho subir no palco como atriz. Não estava nos seus planos fazer do canto a sua profissão. Em casa, porém, o irmão Caetano já brincava de fazer música. Em sua cidade natal Bethânia cursou na Escola Nossa Senhora dos Humildes as séries iniciais do ensino fundamental dando prosseguimento no Colégio Teodoro Sampaio e em 1960, a família saiu de Santo Amaro vindo morar em Salvador e Bethânia e Caetano passaram a estudar no Colégio Severino Vieira, localizado no bairro de Nazaré. Dona Canô nos conta que naquela época, Bethânia sentava na janela e começava a cantar.

Quando Caetano foi convidado pelo amigo Álvaro Guimarães, Alvinho, para musicar a peça Boca de Ouro de Nélson Rodrigues, montada em 1963. Pela primeira vez Bethânia subiu no palco para cantar em público. E foi com um samba de Ataulfo Alves que ela abriu o espetáculo. Bethânia nos conta que cantou a música: Cadência do Samba. Eu cantava "off" (atrás da cortina). Mas, fiz até roupa nova pra cantar. Curti tanto... Fiquei louca. Eu devia ter uns treze anos. Antes o que Bethânia conhecia de música era Nora Ney, Aracy de Almeida, Silvio Caldas, Orlando Silva e Maysa.

Neste mesmo ano, em 63, Bethânia e Caetano conheceram Gilberto Gil, Gal Costa, Tom Zé, Djalma Corrêa, Pitti, Alcivando Luz, Fernando Lona e passaram a cantar e a trabalhar juntos, já  com João Gilberto e a bossa nova interferindo e modificando as suas vidas.

Em junho de 1964, o grupo foi convidado para apresentar um show de música popular na semana de inauguração do Teatro Vila Velha, em Salvador. E surgiu o show Nós Por Exemplo. O segundo espetáculo montado pelo grupo se chamou Nova Bossa Velha, Velha Bossa Nova. Ainda em 64, novo show: Mora na Filosofia. Dessa vez só com Maria Bethânia em cena, lançada oficialmente cantora por Caetano Veloso. Nesse show, Bethânia é vista e aplaudida pela então musa da bossa nova, Nara Leão.

No início de 65 arrumou as malas às pressas e acompanhada pelo irmão Caetano veio para o Rio de Janeiro, atendendo a um convite de Nara Leão para substituí-la na peça Opinião (participação de Zé Kéti e João do Vale, direção musical de Dory Caymmi e direção de Augusto Boal). Nessa época Nara não conhecia Bethânia pessoalmente, mas aceitou a sugestão do Roberto Santana e do Grupo Teatro dos Novos, após ter ouvido uma fita de um show em que Bethânia participara e ficou interessada pela voz da mesma. E pelo fato da atriz Nilda Spencer fazer parte do grupo de Teatro dos Novos, ficou encarregada de transmitir o convite a Bethânia. Bethânia estreou no dia 13 de fevereiro. Começou cantando manso, mas em Carcará sua voz explodiu marcando seu primeiro sucesso nacional e popular. A música de João do Vale marcou sua estréia em disco (LP Maria Bethânia lançado pela RCA em 1965) Bethânia assumia uma imagem de cantora de protesto, imagem essa forçada pela proposta e, sobretudo pelo sucesso do show Opinião. Ao sentir que o sucesso poderia desviar o curso de seu trabalho, antes mesmo de ter feito a sua opção profissional, Bethânia arrumou as malas de volta a Salvador.

Disposta a prosseguir cantando, retornou ao Rio de Janeiro em 1966. Pouco depois assinou contrato com a TV Record por seis meses e dirigida por Augusto Boal participou ao lado de Gal, Gil, Caetano, Pitti e Tom Zé do show Arena Canta Bahia no Teatro de Arena. Ainda no ano de 66 e mais uma vez dirigidos por Augusto Boal, os baianos fizeram o show Tempo de Guerra no mesmo Teatro de Arena.

Maria Bethânia, Vinicius de Moraes e Gilberto Gil no mês de setembro apresentaram no Teatro Opinião o show Pois É, roteiro de Capinam, Torquato Neto e Caetano Veloso, direção musical de Francis Hime e direção geral de Nélson Xavier. E no mês seguinte, outubro de 66, Maria Bethânia enfrentava o público do Maracanãzinho defendendo a música Beira Mar de Caetano Veloso e Gilberto Gil, não incluída entre as finalistas do I Festival Internacional da Canção. Em 1967, Bethânia aceitou o convite de Edu Lobo para gravar o disco Edu Lobo e Maria Bethânia, lançado pela Elenco. Nesse disco, pela voz de Bethânia está o samba Só Me Fez Bem, o primeiro da parceria Edu lobo e Vinícius de Moraes.

Sua força no palco marcaria as sucessivas apresentações de Maria Bethânia em boates e teatros do Rio e São Paulo até 1970. Entre elas se destacam: Recital Boite Cangaceiro (Rio), Recital Boite Barroco (Rio), Yes, Nós Temos Maria Bethânia (Teatro de Bolso, Rio), Comigo Me Desavim (o primeiro show dirigido por Fauzi Arap, Teatro Miguel Lemos, Rio), Recital Na Boite Blow Up (SP), Brasileiro Profissão Esperança (direção de Bibi Ferreira com Ítalo Rossi, Teatro Casa Grande, Rio)

Em 1968 ela participou do LP Veloso, Gil e Bethânia lançado pela RCA. Caetano e Gil e Bethânia dividiam o lado A do disco cantando uma faixa cada um. Do lado B somente músicas de Noel Rosa interpretadas por Maria Bethânia.

Ainda em 1968, contratada pela Odeon,Bethânia lançou o LP Recital Na Boite Barroco. Em 1969 e 1970, respectivamente, Bethânia lançou os LPs Maria Bethânia e Maria Bethânia Ao Vivo.

Em 1971, dois acontecimentos marcaram o início de uma nova fase na carreira de Maria Bethânia. Em janeiro ela gravou em estúdio, o LP A Tua Prescença, seu primeiro disco lançado pelo selo Philips e também o primeiro a receber generosos e unânimes elogios da crítica por sua qualidade técnica e artística. Em julho, dirigida por Fauzi Arap, acompanhada pelo Terra Trio, Bethânia estreava, no Teatro da Praia (Rio de Janeiro), o show Rosa Dos Ventos. Um espetáculo diferente que dava a Bethânia a possibilidade de mostrar sua versatilidade no palco, atuando com atriz e intérprete dos mais variados gêneros de música popular, de bolero ao baião, passando pelo frevo, tango, samba, música jovem ou inspirada nos temas de candomblé.


Do show Rosa dos Ventos, resultou o disco do mesmo nome, lançado em setembro de 71, pela Philips, com produção de Roberto Menescal. Ainda em 1971, ela fez sua primeira viagem internacional, apresentando seus maiores sucessos no MIDEM.

No ano seguinte, ao lado de Chico Buarque e Nara Leão, Maria Bethânia participou do filme Quando O Carnaval Chegar, dirigido por Cacá Diegues. A trilha sonora do filme foi lançado em agosto de 1972 pela Philips.

Em novembro do mesmo ano chegava às lojas o disco Drama – Anjo Exterminado, produzido por Caetano Veloso. Bethânia apresenta-se no exterior (Itália, Alemanha, Áustria, Dinamarca e Noruega).

Em 1973, Antônio Bivar e Isabel Câmara assinam a direção do show Drama, Luz da Noite. Mais uma vez Bethânia lotou o Teatro da Praia. O show está registrado no disco Luz da Noite lançado em dezembro do mesmo ano.

Em 1974, Bethânia e Fauzi Arap se reencontram para montar o show A Cena Muda. Com esse show Bethânia comemorou 10 anos de carreira. E foi justamente em cima do tema sucesso que ela e Fauzi traçaram o roteiro musical. O disco A Cena Muda foi gravado ao vivo no Teatro Casa Grande e lançado em novembro do mesmo de 1974.

Chico Buarque e Maria Bethânia despontaram o cenário musical brasileiro praticamente na mesma época. Entretanto nunca tinham pisado juntos num mesmo palco. Esse memorável encontro aconteceu no dia 6 de junho de 1975, idealizado por Caetano Veloso, Rui Guerra e Oswaldo Loureiro. Desse encontro surgiu o LP Chico Buarque e Maria Bethânia gravado ao vivo no Canecão, lançado pouco depois da estréia, reunindo os melhores momentos do show.

No início de 1976, Bethânia entrou mais uma vez em estúdio. Dessa vez para gravar o LP Pássaro Proibido, marco de sua carreira. Além do primeiro disco de ouro recebido pela vendagem deste lp, Maria Bethânia, através da música Olhos Nos Olhos de Chico Buarque, deixou de ser uma cantora executada somente nas rádios FM para ocupar os primeiros lugares das emissoras AM e ser definitivamente consagrada como uma cantora popular.

Em julho de 1976 se realizou um encontro histórico: após 10 anos de carreiras individualmente vitoriosas Maria Bethânia, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Gal Costa assumiram a identidade de um novo grupo Os Doces Bárbaros. A estréia nacional ocorreu no dia 24 de junho no Anhembi, de São Paulo.

Toda a efervescente trajetória de Os Doces Bárbaros foi captada pelo diretor Jom Tob Azulay e transformada num divertido, controvertido e satírico longa metragem musical. O registro em disco está num álbum duplo lançado pela Philips em novembro de 1976.

No dia 13 de janeiro de 1977, estreava no Teatro da Praia, Pássaro da Manhã, um show leve, menos tenso que os anteriores, dirigido por Fauzi Arap e cenários de Flávio Império. O show ficou registrado num belo LP do mesmo nome. Trata-se de um registro de estúdio e não de um disco ao vivo. Com este lp, Maria Bethânia recebeu o segundo disco de ouro da sua carreira.

Em maio de 1978, Caetano e Bethânia subiram no palco do teatro Santo Antônio. O espetáculo, roteiro de Caetano e Bethânia com sua direção geral, está registrado no LP Maria Bethânia e Caetano Veloso Ao Vivo, gravado na Bahia e no Rio de Janeiro, (Canecão).

Pouco antes do natal de 1978 foi lançado o LP Alibi que pela vendagem antecipada já chegava às lojas como disco de ouro. Todo esse sucesso foi mostrado ao vivo. Dirigida por Fauzi Arapi e cenário de Flávio Império, Maria Bethânia estreou no Teatro Cine Show Madureira (24 - 29 de julho).

No mês de dezembro de 1979 aconteceu o lançamento do disco Mel. A década de 70 encerraria para Maria Bethânia de um modo particularmente especial. Ela foi a única cantora convidada para participar do especial de fim de ano de Roberto Carlos, produzido pela Rede Globo. Em janeiro de 1980, Bethânia pisava no palco do Canecão com o show Mel, dirigida por Wally Salomão.


Em 1980 a década é aberta com LP Talismã, outro sucesso de vendas e que manteria a sua consagração junto ao grande público e crítica.

Em 1981 volta ao Teatro da Praia, 10 anos depois de Rosa Dos Ventos, para estrear o espetáculo Estranha Forma de Vida novamente dirigida por Fauzi Arap e com cenário de Flávio Império. São apresentados 54 números - entre músicas e textos - que compõem o roteiro. No mesmo ano sai o disco Alteza.

Em 1982, volta ao Canecão (Rio) dirigida por Bibi Ferreira no show Nossos Momentos, uma colagem de seus shows anteriores entremeados de canções novas, algumas compostas especialmente para o show. O disco homônimo sai a seguir.

Em 1983, desgastada com a superexposição alcançada pelo grande sucesso e as super vendas de seus discos e a conseqüente pressão das gravadoras, volta ao disco com Ciclo. Nele ouvem-se canções acústicas e letras sofisticadas, quebrando regras que pareciam permanentes em sua discografia. Aclamado pela crítica e recebido com estranhamento pelo grande público, liberta a cantora de compromissos e a traz de volta à liberdade que sempre a caracterizou na elaboração de seu trabalho.

Em dezembro deste ano, Sr. Zezinho se despede desta vida e Bethânia sofre muito com a separação daquele que fora sempre um exemplo, um amigo e como tal lhe disse e participou de tantas coisas boas e importantes na sua vida, dentre elas citamos a resposta que deu a Bethânia quando em 1965, após o sucesso de Carcará, ela lhe disse que havia decidido ser cantora e pediu-lhe a bênção, pois ficaria no Rio de Janeiro: “Se você for feliz, você é responsável. Se for infeliz, eu sou o culpado”. Palavras de Bethânia comentando a resposta recebida: Foi sua resposta. Uma coisa muito bonita. Nunca esquecerei.

No ano de 1984 estréia no Canecão (Rio) o show A Hora da Estrela dirigido por Naum Alves de Souza baseado na obra de Clarice Lispector, um projeto ambicioso com linguagem teatral com música. O repertório trazia canções de Chico Buarque e Caetano Veloso feitas especialmente para o espetáculo. A seguir é lançado o disco A Beira e o Mar. Pouco divulgado pela gravadora, passaria desapercebido não fosse o repertório impecável que misturava algumas canções do show A Hora da Estrela com canções inéditas e regravações. Neste disco encontra-se a gravação antológica da canção Na Primeira Manhã de Alceu Valença.

Em 1985 estréia no Canecão o espetáculo 20 Anos, novamente uma colagem de espetáculos anteriores, dirigido por Bibi Ferreira.

Em 1986 Bethânia assina contrato com a RCA para a gravação de 3 discos, o primeiro é Dezembros, disco com canções inéditas de Tom Jobim, Chico Buarque e Caetano Veloso, e uma feita especialmente para ela por Milton Nascimento chamada Canções e Momentos escrita em homenagem à comovente interpretação da canção A Primeira Manhã feito por ela.

Em 1988 sai o disco Maria com participações especiais de Jeanne Moreau e Gal Costa. Na capa uma negra em vez de uma foto da cantora "Simbolizando todas as Marias do mundo”.Estréia no Scala (Rio de Janeiro) o show MARIA dirigido por Fauzi Arap.

No ano de 1989 é lançado o disco Memória da Pele com canções de Djavan, Chico Buarque entre outros. No Scala (Rio) é apresentado o espetáculo Dadaya - As 7 Moradas, dirigido por Ulysses Cruz feito para ser apresentado no exterior.

Em 1990, os 25 Anos de carreira é celebrado com disco 25 Anos - Canto do Pajé e o show 25 Anos. O disco traz participações especiais de Nina Simone, Hermeto Paschoal, Egberto Gismonti, João Gilberto entre outros. O show dirigido por José Possi Netto estréia no Imperator (Rio) e trazia textos de Fausto Fawcett e uma interpretação comovente de Explode Coração à capela.

O disco Olho D´Água é lançado em 1982. Sem o apoio da gravadora, mais uma vez o trabalho passa quase desapercebido, a não ser pela inclusão da canção Além da Última Estrela em uma novela de televisão.


O ano de 1993 traz de volta a recordista de vendas do tempo do disco Álibi. O disco As Canções Que Você Fez Pra Mim com músicas de Roberto e Erasmo Carlos é um estrondoso sucesso de público e crítica ultrapassando todos os limites de venda daquele ano. O show homônimo dirigido por Gabriel Villela no Canecão (Rio), traz de volta em termos de números e prestígio a consagração da cantora.

Novamente um rompimento com a gravadora para manter a qualidade inabalável e despreocupada com números de sua carreira. Assina contrato com a gravadora EMI Odeon e lança o disco Âmbar com canções de novos compositores como Chico César, Arnaldo Antunes e Adriana Calcanhoto. O show homônimo dirigido por Fauzi Arap traz os poemas de Fernando Pessoa declamados por ela entremeados de canções inéditas e outras conhecidas do público.

Em 1997 sai o registro do show Âmbar em um cd duplo intitulado Imitação da Vida, gravado ao vivo em dezembro de 1996, no Palace São Paulo.

Em 1999 estoura nas paradas de sucesso a música Brincar de Viver, do cd homônimo lançado pela Polygram e traz outras pérolas como Teresinha, Começaria Tudo Outra Vez, Rosa dos Ventos e Fé Cega, faca Amolada do original Doces Bárbaros. Neste mesmo ano lança A Força que Nunca Seca onde Bethânia mistura o jeitinho do Trenzinho Caipira com É o Amor de Zezé de Camargo quando foi severamente criticada, mas o público aplaudiu, além de todo o romantismo de Eu Queria que Você Viesse e A Força que Nunca Seca de Chico César e Vanessa da Mata e que ela dedica à memória de Mãe Cleusa do Gantois.

Em seguida o show A Força que Nunca Seca é lançado num cd duplo: Diamante Verdadeiro, gravado ao vivo, uma verdadeira obra de arte onde ela faz um passeio no tempo rememorando Carcará, Drama e Mel, tudo isso mesclado com preciosos poemas tão lindamente recitados.


Em 2001 lança o cd Maricotinha, último trabalho pela BMG que traz músicas de compositores já consagrados como Gilberto Gil e Dorival Caymmi, mas traz também músicas de jovens compositores como O Canto de Dona Sinhá de autoria de Vanessa da Mata e que ela canta com Caetano, Nem Sol, Nem Lua, Nem Eu de Lenine e Dudu Falcão e a belíssima composição de Ana Carolina e Totonho Villeroy Pra Rua me Levar. Trata-se de um trabalho rico e emocionante como tudo que Bethânia faz.

E, pela Biscoito Fino grava Maricotinha ao Vivo, cd duplo, no Direct Tv Hall, São Paulo, em dezembro de 2001, lançado em 2002. Esse disco vem numa embalagem diferente, linda, finíssima e comemora os 35 anos de carreira desta artista maravilhosa que soube conquistar na sua caminhada tanto a crítica quanto o público que lhe é fiel e como disse Fauzi Arap: o carisma de Bethânia não cabe em palco nenhum. Assim como seu público dia-a-dia tem sempre que trocar as médias platéias pelas maiores. Em 2003 ela lança o seu primeiro DVD - Maricotinha ao Vivo.

Em Cânticos Preces Súplicas à Senhora dos Jardins do Céu lançado em 2003, Bethânia nos presenteia com a sua maneira ímpar de adorar, reverenciar e louvar Nossa Senhora com uma intimidade que lhe é peculiar. Este cd foi lançado em 2000 numa tiragem limitada.

Ainda em 2003,no dia 23 de setembro, Bethânia cria o selo Quitanda, em parceria com Kati Almeida Braga, pelo qual é lançado o CD Brasileirinho, outro nome não poderia ter, pois mais brasileiro que ele só o Hino e Bandeira Nacionais, torna-se uma unanimidade de crítica e público, vencedor do Prêmio Tim de Música como o melhor disco da MPB e Bethânia melhor cantora. Também foi indicado para concorrer no Grammy Latino-2004 nas categorias de Melhor Projeto Engenharia de Gravação e Melhor Álbum de MPB. O DVD Brasileirinho, segundo da carreira, gravado no Canecão, no Rio de Janeiro em abril de 2004 e lançado dia 26 de agosto, também no Canecão, Rio de Janeiro, abrindo uma nova temporada de shows nesta cidade de 26 a 29 de agosto e de 2 a 5 de setembro e dias 25 e 26 deste último mês no Tom Brasil, em São Paulo.

Em 24 fevereiro de 2005, Bethânia lança o cd em homenagem a Vinicius de Moraes, cujo nome é Que Falta Você Me Faz, segundo ela trata-se de uma declaração de amor alucinado por ele. O disco além das músicas do poeta traz também o diferencial de Bethânia, que são os poemas e textos. Associado ao lançamento do cd, Bethânia também comemora os seus 40 anos de carreira, fazendo uma turnê pelo país e exterior com o show Tempo, tempo, tempo, tempo.

DISCOGRAFIA
Fonte: letras.mus.br

Oásis de Bethânia (2012)


  1. Lágrima
  2. O Velho Francisco
  3. Vive
  4. Casablanca
  5. Vive
  6. Fado
  7. Barulho
  8. Lágrima
  9. Carta de Amor
  10. Salmo
Oásis de Bethânia
10 Faixas. Lançamento: 2012 Gravadora: Biscoito Fino

Pirata (2006)

  1. Pedrinha Miudinha / História Pro Sinhozinho
  2. O Tempo e o Rio
  3. Os Argonautas
  4. Santo Amaro
  5. De Papo Pro Ar
  6. Sereia De Água Doce
  7. Eu Que Não Sei Quase Nada Do Mar
  8. A Saudade Mata A Gente
  9. Serenô
  10. Memória Das Águas
  11. Água de Cachoeira
  12. Cantigas Populares / A Coroa
  13. Onde Eu Nasci Passa Um Rio
  14. Francisco, Francisco
  15. Meu Divino São José
Pirata
15 Faixas Lançamento: 2006 Gravadora: Biscoito Fino

Maxximum: Maria Bethânia (2005)

  1. Gostoso Demais
  2. Tá Combinado
  3. Agradecer e Abraçar
  4. Quero Ficar com Você
  5. Anos Dourados
  6. O Que os Olhos Não Vêem / Eu Sou a Outra
  7. Vida
  8. Roda Viva / Maninha
  9. O Navio Negreiro/Um índio
  10. Romaria
  11. Pra que Mentir
  12. Silêncio de um Minuto
  13. Meu Barracão
  14. Viramundo
  15. Sol Negro
  16. Poema dos Olhos da Amada
  17. Sinceramente Teu (Sinceramente Tuyo)
Maxximum: Maria Bethânia
17 Faixas Lançamento: 2005

Novo Millennium: Maria Bethania (2005)

  1. Grito de Alerta
  2. Álibi
  3. Alguém Me Avisou
  4. Explode Coração
  5. Da Cor Brasileira
  6. Olhos nos Olhos
  7. Sonho Meu
  8. Sem Fantasia
  9. Um Jeito Estúpido de Te Amar
  10. Cheiro de Amor
  11. Negue
  12. Memória da Pele
  13. Estácio, Holly Estácio
  14. Esse Cara
  15. Oração da Mãe Menininha
  16. Volta por Cima
  17. Vida Real
  18. Amor, Amor
  19. Esotérico
  20. As Canções que Você Fez pra Mim
Novo Millennium: Maria Bethania
20 Faixas Lançamento: 2005

Clássicos (2005)

  1. Maria Bethânia
  2. Caminho das Índias
  3. Três Apitos
  4. As Flores do Jardim de Nossa Casa
  5. Olhos nos Olhos
  6. Primavera
  7. Último Desejo
  8. Eu Sou a Outra
  9. Errei, Sim
  10. Fala Baixinho
  11. Morena do Mar
  12. Luar do Sertão
  13. Sol Negro
  14. Missa Agrária (Glória in Excelsis)
Clássicos
14 Faixas Lançamento: 2005

Perfil - Maria Bethânia (2005)

  1. Grito De Alerta
  2. Álibi
  3. Olhos Nos Olhos
  4. Um Jeito Estúpido De Te Amar
  5. Mel
  6. Negue
  7. Da Cor Brasileira
  8. Ronda
  9. Cheiro De Amor
  10. Esse Cara
  11. Explode Coração
  12. Estácio, Holly Estácio
  13. Tocando Em Frente
  14. Oração da Mãe Menininha
Perfil - Maria Bethânia
14 Faixas Lançamento: 2005

Que Falta Você Me Faz (2005)

  1. Modinha
  2. O Astronauta
  3. Minha Namorada
  4. A Felicidade
  5. Tarde em Itapoã
  6. Lamento no Morro
  7. Mulher, sempre Mulher
  8. Gente Humilde
  9. O mais-que-perfeito
  10. O Que Tinha De Ser
  11. Bom Dia, Tristeza
  12. Samba Da Benção
  13. Você e Eu
  14. Eu Não Existo sem Você
  15. Encantado
Que Falta Você Me Faz
15 Faixas Lançamento: 2005

I Love MPB: Maria Bethânia (2004)

  1. Um Jeito Estúpido De Te Amar
  2. Ronda
  3. Olhos Nos Olhos
  4. Coração Ateu
  5. Negue
  6. Estácio, Holly Estácio
  7. Grito De Alerta
  8. Esse Cara
  9. Explode Coração
  10. Cheiro De Amor
  11. Começaria Tudo Outra Vez
  12. A Mais Bonita
  13. Foi Assim
  14. Amor, Amor
I Love MPB: Maria Bethânia
14 Faixas Lançamento: 2004

The Essenthial: Maria Bethânia (2004)

  1. Onde Estará O Meu Amor
  2. Nada Além
  3. Chão De Estrelas
  4. Com Açucar, Com Afeto
  5. Prá Dizer Adeus
  6. Carinhoso
  7. Se Todos Fossem Iguais a Você
  8. Marina
  9. Âmbar
  10. Último Desejo
  11. Lama
  12. Camisa Listrada
  13. Linda Flor
  14. Orgulho
  15. A Noite Do Meu Bem
  16. O Navio Negreiro/Um índio
The Essenthial: Maria Bethânia
16 Faixas Lançamento: 2004

O Talento de Maria Bethânia (2004)

  1. Grito De Alerta
  2. Espere Por Mim Morena
  3. Lama
  4. Se Todos Fossem Iguais A Você
  5. Último Desejo
  6. Âmbar
  7. Carinhoso
  8. Chão De Estrelas
  9. Irene
  10. Nada Além
  11. Negue
  12. Onde Estará O Meu Amor
  13. Com Açucar, Com Afeto
O Talento de Maria Bethânia
13 Faixas Lançamento: 2004

Cânticos, Preces, Súplicas À Senhora dos Jardins do Céu (2003)

  1. Oferta De Flores
  2. Ave Maria
  3. Doce Mistério da Vida
  4. Santa Bárbara
  5. Ave Maria
  6. Feitio De Oração
  7. Totta Pulchra
  8. Mãe De Deus Das Candelas
  9. Ladainha De Santo Amaro
  10. Hino De Nossa Sehora Da Purificação Salve
  11. És Lírio
  12. Ladainha De Nossa Senhora
  13. Magnificat
Cânticos, Preces, Súplicas À Senhora dos Jardins do Céu
13 Faixas Lançamento: 2003

Brasileirinho (2003)

  1. Salve As Folhas
  2. Yá Yá Massemba
  3. Capitão Do Mato
  4. Cabocla Jurema
  5. Santo Antônio
  6. Padroeiro Do Brasil
  7. São João, Xangô Menino
  8. Cigarro de Palha/Boiadeiro
  9. Sussuarana
  10. Senhor da Floresta
  11. Purificar O Subaé / Cantiga Para Janaina
  12. Melodia Sentimental
Brasileirinho
24 Faixas Lançamento: 2003

Série Gold: Maria Bethânia (2002)

  1. Gente
  2. Tigresa
  3. Olhos Nos Olhos
  4. Grito De Alerta
  5. O Leãozinho
  6. O Lado Quente Do Ser
  7. Terezinha
  8. Ela E Eu
  9. Ronda
  10. Amando Sobre Os Jornais
  11. Fé Cega Faca Amolada
  12. Infinito Desejo
  13. O Meu Amor
  14. Festa
Série Gold: Maria Bethânia
14 Faixas Lançamento: 2002

De A a Z: Maria Bethânia (2002)

Disco 1

  1. Ye-melê
  2. Prá Dizer Adeus
  3. Ponto do Guerreiro Branco
  4. Preconceito
  5. Dois de Fevereiro
  6. O Tempo e o Rio
  7. Frevo n.° 2 do Recife
  8. Duas Contas
  9. Andança
  10. Onde Andarás
  11. Agora É Só Cinza

Disco 2

  1. Ponto de Oxóssi
  2. Meiga Presença
  3. Samba da Rosa
  4. Marinheiro Só
  5. Nada Além
  6. Com Açucar, Com Afeto
  7. Irene
  8. 9º Andar
  9. Os Argonautas
  10. Fósforo Queimado
  11. Voltei Pro Morro
  12. Maria
  13. Ponto De Oxóssi

Disco 3

  1. Âmbar
  2. Chão de Estrelas
  3. Iluminada
  4. Onde Estará o Meu Amor
  5. Quando Eu Penso na Bahia
  6. Ave Maria
  7. Uns Versos
  8. Allez Y
  9. Todos os Lugares
  10. Lua Vermelha
  11. O Circo
  12. Invocação
  13. Eterno em Mim
  14. Brisa
De A a Z: Maria Bethânia
38 Faixas Lançamento: 2002

Romântica (2002)

  1. Último Desejo
  2. Anos Dourados
  3. Três apitos
  4. Espere Por Mim Morena
  5. Errei, Sim
  6. Primavera
  7. Resto De Mim
  8. Onde Andarás
  9. Quando Você Não Está Aqui
  10. Gostoso Demais
  11. Sobre Todas As Coisas
  12. Tá Combinado
  13. Outra Vez
  14. É O Amor
Romântica
14 Faixas Lançamento: 2002

Série Identidade: Maria Bethânia (2002)

  1. Negue
  2. Todos Os Lugares
  3. Onde Estará O Meu Amor
  4. Andança
  5. Último Desejo
  6. Chão De Estrelas
  7. Canção Da Manhã Feliz
  8. Lamento Sertanejo
  9. Grito De Alerta
  10. Mensagem
  11. Mensagem
  12. Carinhoso
  13. Se Todos Fossem Iguais A Você
  14. Lama
  15. Âmbar
Série Identidade: Maria Bethânia
15 Faixas Lançamento: 2002

Maricotinha (2001)

  1. Dona Do Dom
  2. A Moça Do Sonho
  3. Amor , Eu Lhe
  4. O Canto de Dona Sinhá (Toda Beleza Que Há)
  5. Quando Você Não Está Aqui
  6. Nem o Sol, Nem a Lua, Nem Eu
  7. Antes Que Amanheça
  8. Água e Pão (Bahia)
  9. Se Eu Morresse De Saudade
  10. Depois De Ter Você
  11. Juntar O Que Sentir
  12. Noite De Estrelas
  13. Não Vou
  14. Maricotinha
Maricotinha
14 Faixas Lançamento: 2001

A Intérprete (2001)

  1. Tocando Em Frente
  2. Infinito Desejo
  3. Costumes
  4. Ilumina
  5. Maravida
  6. Memória Da Pele
  7. Diamante Verdadeiro
  8. Lábios De Mel
  9. Todo O Sentimento
  10. Cobras E Lagartos
  11. Mergulho
  12. Folha Morta
  13. Reconvexo
  14. Rosa-dos-ventos
A Intérprete
14 Faixas Lançamento: 2001

Brincar de Viver (1999)

  1. Brincar de Viver
  2. As Canções que Você Fez pra Mim
  3. Esotérico
  4. Coração Ateu
  5. Loucura
  6. Terezinha
  7. Alguém Me Avisou
  8. Noite dos Mascarados
  9. O Meu Amor
  10. Volta Por Cima
  11. Começaria Tudo Outra Vez
  12. Atiraste uma Pedra
  13. Rosa-dos-ventos
  14. Fé Cega Faca Amolada
Brincar de Viver
14 Faixas Lançamento: 1999

A Força que Nunca Seca (1999)


  1. Trenzinho Caipira
  2. Luar Do Sertão
  3. É O Amor
  4. Não Tenha Medo
  5. Eu Queria Que Você Viesse
  6. Espere Por Mim Morena
  7. Resto De Mim
  8. Gema
  9. Cacilda
  10. Agradecer E Abraçar
  11. As Flores Do Jardim De Nossa Casa
  12. Romaria
  13. A Força Que Nunca Seca
  14. Vila Do Adeus
A Força que Nunca Seca
14 Faixas Lançamento: 1999

Diamante Verdadeiro: ao Vivo (1999)


Disco 1

  1. Senhora do Vento Norte
  2. Vida
  3. Cacilda
  4. O Tempo e o Rio
  5. Morena do Mar
  6. Dois de fevereiro
  7. Recôncavo
  8. Luar do Sertão
  9. O Trenzinho Caipira
  10. Romaria
  11. Assombrações
  12. As Ayabás
  13. Doce Mistério da Vida

Disco 2

  1. Outra Vez
  2. Não Tenha Medo
  3. Mel
  4. Resposta
  5. Fala Baixinho
  6. As Flores do Jardim de Nossa Casa
  7. Resto de Mim
  8. Eu Queria Que Você Viesse
  9. Marginália II
  10. Assentamento
  11. Roda Viva
  12. Um Índio
  13. Vila do Adeus
  14. Na Carreira
Diamante Verdadeiro: ao Vivo
27 Faixas Lançamento: 1999

Imitação da Vida (1997)


  1. Rosa-dos-Ventos
  2. Chão De Estrelas
  3. Todos os Lugares
  4. Gita
  5. Sino da Minha Aldeia
  6. Terezinha
  7. Bela Mocidade
  8. Iluminada
  9. Lua Vermelha
  10. Uma Canção Desnaturada
  11. Lamentação
  12. O Circo
  13. Preconceito
  14. Negue
  15. Onde Estará O Meu Amor
  16. Mensagem
  17. Grito De Alerta
  18. Meu Amor É Marinheiro
  19. Beatriz
  20. A Voz De Uma Pessoa Vitoriosa
  21. Sonho Impossível
  22. Inovação
  23. Segue O Teu Destino
  24. Quixabeira
  25. Felicidade
  26. Alegria
  27. Âmbar
  28. Canção Da Manhã Feliz
Imitação da Vida
28 Faixas Lançamento: 1997 Gravadora: Universal Music

Âmbar (1996)


  1. Âmbar
  2. Chão De Estrelas
  3. Iluminada
  4. Onde Estará O Meu Amor
  5. Quando Eu Penso Na Bahia
  6. Ave Maria
  7. Uns Versos
  8. Allez Y
  9. Todos Os Lugares
  10. Lua Vermelha
  11. O Circo
  12. Invocação
  13. Eterno Em Mim
  14. Brisa
Âmbar
14 Faixas Lançamento: 1996 Gravadora: Universal Music

Las Canciones que Hiciste Para Mi (1994)


  1. Las Canciones Que Hiciste Para Mí
  2. Olha
  3. Fiera Herida
  4. Palavras
  5. Costumes
  6. Detalhes
  7. Tú No Sabes
  8. Necesito De Tu Amor
  9. Seu Corpo
  10. Emoções
Las Canciones que Hiciste Para Mi
11 Faixas Lançamento: 1994

As Canções que Você Fez pra mim (1994)


  1. As Canções Que Você Fez Pra Mim
  2. Olha
  3. Fera Ferida
  4. Palavras
  5. Costumes
  6. Detalhes
  7. Você Não Sabe
  8. Eu Preciso De Você
  9. Seu Corpo
  10. Você
  11. Emoções
As Canções que Você Fez pra mim
11 Faixas Lançamento: 1994 Gravadora: Universal Music

Olho D'água (1992)


  1. Sodade, meu bem sodade (vinheta)
  2. Vida Vã
  3. Invisível
  4. Ilumina
  5. Medalha de São Jorge
  6. O Tempo E A Canção
  7. Bilhete de Despedida
  8. Olho d'água
  9. Louvação A Oxum
  10. Rainha Negra
  11. Búzio
  12. Modinha
  13. Além da Última Estrela
  14. Sodade, meu bem sodade (vinheta)
Olho D'água
14 Faixas Lançamento: 1992 Gravadora: Universal Music

A Arte de Maria Bethânia (1990)


  1. A Tua Presença Morena
  2. Mariana, Mariana
  3. Dia 4 de Dezembro
  4. Prá Dizer Adeus
  5. Bom Conselho
  6. Olhe o Tempo Passando
  7. Drama
  8. Sinal Fechado
  9. Coração Ateu
  10. Janelas Abertas Nº 2
  11. Bom Dia
  12. Mano Caetano
  13. Se Eu Morresse Amanhã (de Manhã)
  14. Iansã
  15. Estácio, Holly Estácio
  16. Estrela do Mar
  17. Eu Fui À Europa
A Arte de Maria Bethânia
17 Faixas Lançamento: 1990

Simplesmente... (1990)


  1. Explode Coração
  2. Grito de Alerta
  3. Cheiro de Amor
  4. Coração Ateu
  5. O Lado Quente do Ser
  6. Brincar de Viver
  7. Esse Cara
  8. Tatuagem
  9. Atrás da Porta
  10. Minha História (Gesubambino)
  11. Sonho Impossível
  12. Negue
  13. Atiraste Uma Pedra
  14. Ronda
  15. Loucura
  16. Olhos nos Olhos
  17. Álibi
  18. Mel
  19. Um Jeito Estúpido de Te Amar
  20. Vida
  21. Começaria Tudo Outra Vez
Simplesmente...
21 Faixas Lançamento: 1990

Maria Bethânia 25 anos (1990)


  1. Abertura com a Bateria da Mangueira
  2. O canto do Pajé
  3. Tocando Em Frente
  4. Maria
  5. Linda Flor
  6. Logrador
  7. Quase
  8. Pronta Pra Cantar
  9. Tomara
  10. Flor De Ir Embora
  11. Awô
  12. Iansã
  13. Palavra
Maria Bethânia 25 anos
13 Faixas Lançamento: 1990 Gravadora: Universal Music

Memória da Pele (1989)


  1. Reconvexo
  2. Tenha Calma
  3. Confesso
  4. Junho
  5. Morena
  6. Salve As Folhas
  7. Memória Da Pele
  8. A Mais Bonita
  9. Guerra no Mar
  10. Vingança
  11. Paiol Do Ouro
Memória da Pele
11 Faixas Lançamento: 1989 Gravadora: Universal Music

Maria (1988)


  1. A Terra Tremeu
  2. Ofá
  3. Recado Falado
  4. Verdades e Mentiras
  5. Mulheres do Brasil
  6. Poema Dos Olhos Da Amada
  7. Tá Combinado
  8. Eu E água
  9. O Que Os Olhos Não Vêem/ Eu Sou A Outra
  10. Eu Sou a Outra
  11. Onde Andarás
  12. O Ciúme
  13. Noite de Cristal
  14. Bandeira Branca
  15. Anos Dourados
  16. Doce Espera
  17. Quero Ficar Com Você
  18. Canções E Momentos
Maria
18 Faixas Lançamento: 1988 Gravadora: Universal Music

Dezembros (1987)


  1. Anos Dourados
  2. Doce Espera
  3. Errei, Sim
  4. Trancham
  5. Quero Ficar Com Você
  6. Gostoso Demais
  7. Sei De Cor
  8. Estrela Do Meu Céu
  9. Yorubahia
  10. Canções E Momentos
Dezembros
10 Faixas Lançamento: 1987 Gravadora: Universal Music

A Beira e o Mar (1984)


  1. A Hora Da Estrela De Cinema
  2. Beira-Mar
  3. Na Primeira Manhã
  4. Nossos Momentos
  5. Abc Do Sertão
  6. Pra Eu Parar de Me Doer
  7. O Nome Da Cidade
  8. Esse Sonho vai dar
  9. Caso de Polícia
  10. Gema
  11. Somos Iguais
  12. Sucesso Bendito
  13. Sonho Impossível
A Beira e o Mar
13 Faixas Lançamento: 1984 Gravadora: Universal Music

Ciclo (1983)


  1. Motriz
  2. Filosofia Pura
  3. Fogueira
  4. A Notícia
  5. Sonhei Que Estava Um Dia Em Portugal
  6. Ciclo
  7. Rio de Janeiro
  8. Cantar Pra Fazer O Sol Adormecer
  9. Ela Disse-me Assim
  10. Vinho
  11. Lua
Ciclo
11 Faixas Lançamento: 1983 Gravadora: Universal Music

Nossos Momentos (1982)


  1. Maria Bethânia
  2. O que é o que é
  3. Nossos Momentos
  4. Gás Neon
  5. Luzes Da Ribalta
  6. Prenda
  7. Com Certeza
  8. De Noite E De Dia
  9. Anda Luzia
  10. Baila Comigo
  11. Doce Mistério Da Vida
  12. Vida
  13. Cântigo negro
  14. Estranha Forma De Vida
  15. Canção Da Volta
  16. Último Pau-de-arara
Nossos Momentos
16 Faixas Lançamento: 1982 Gravadora: Universal Music

Alteza (1981)


  1. Maravida
  2. Atiraste Uma Pedra
  3. Purificar O Subaé / Cantiga Para Janaina
  4. Rosa do Viver
  5. Alteza
  6. Sete Mil Vezes
  7. Todas as Horas
  8. Caminho Das Índias
  9. Súplica
  10. Amiga Dos Ventos
Alteza
10 Faixas Lançamento: 1981 Gravadora: Universal Music

Talismã (1980)


  1. Vida Real
  2. Cansei de Ilusões
  3. Alguém Me Avisou
  4. O Lado Quente Do Ser
  5. Pele
  6. Noite de um verão de Sonho
  7. Mergulho
  8. Eu Tenho Um Pecado Novo
  9. Amo Tanto Viver
  10. Gema
  11. Mentira de Amor
Talismã
11 Faixas Lançamento: 1980 Gravadora: Universal Music

Mel (1979)


  1. Mel
  2. Ela e Eu
  3. Cheiro de Amor
  4. Da Cor Brasileira
  5. Loucura
  6. Gota de Sangue
  7. Grito de Alerta
  8. Lábios de Mel
  9. Amando Sobre os Jornais
  10. Nenhum Verão
  11. Infinito Desejo
  12. Queda D'Água
Mel
12 Faixas Lançamento: 1979 Gravadora: Universal Music

Maria Bethânia: ao Vivo (1978)


  1. Introdução: Cristal
  2. Fera Ferida
  3. Fé Cega Faca Amolada
  4. Eu E água
  5. Genipapo Absoluto
  6. Mané Fogueteiro
  7. Tudo De Novo
  8. As Canções Que Você Fez Pra Mim
  9. Ronda
  10. Faixa De Cetim
  11. Lua
  12. Lua Branca
  13. Detalhes
  14. Costumes
  15. Meu Primeiro Amor
  16. Você Não Sabe
  17. Explode Coração
  18. Bárbara
  19. Mar E Lua
  20. Você
  21. Reconvexo
  22. Todo O Sentimento
  23. Emoções
  24. Todo o Sentimento
Maria Bethânia: ao Vivo
24 Faixas Lançamento: 1978

Alibi (1978)


  1. Diamante Verdadeiro
  2. Álibi
  3. O Meu Amor
  4. A Voz de Uma Pessoa Vitoriosa
  5. Ronda
  6. Explode Coração
  7. Negue
  8. Sonho Meu
  9. De Todas As Maneiras
  10. Cálice
  11. Interior
Alibi
11 Faixas Lançamento: 1978 Gravadora: Universal Music

Pássaro da Manhã (1977)


  1. Texto de Fernando Pessoa
  2. Tigresa
  3. Texto De Fauzi Arap Com Fundo Musical Jogo De Damas
  4. Um Jeito Estúpido De Te Amar
  5. Começaria Tudo Outra Vez
  6. Promessa
  7. Gente
  8. Texto de Maria Bethânia/Há um Deus
  9. Terezinha
  10. Cabocla Jurema
  11. Por causa dessa cabocla
  12. Por Causa Desta Cabocla
  13. O que será (À flor da terra)
Pássaro da Manhã
13 Faixas Lançamento: 1977 Gravadora: Universal Music

Pássaro Proibido (1976)


  1. As Ayabás
  2. Mãe Maria
  3. Balada Do Lado Sem Luz
  4. A Bahia Te Espera
  5. Pecado
  6. Olhos Nos Olhos
  7. Festa
  8. Amor, Amor
  9. Pássaro Proibido
Pássaro Proibido
9 Faixas Lançamento: 1976 Gravadora: Universal Music Brasil

Drama (1972)


  1. Ponto
  2. Esse Cara
  3. Volta por Cima
  4. Bom Dia
  5. Anjo Exterminado
  6. Maldição
  7. Iansã
  8. Trampolim
Drama
8 Faixas Lançamento: 1972 Gravadora: Universal Music

A Tua Presença (1971)


  1. Janelas Abertas Nº 2
  2. Jesus Cristo
  3. Olha o Tempo Passando
  4. Dia 4 de Dezembro
  5. Quem me dera
  6. Mano Caetano
  7. A Tua presença Morena
  8. Mariana, Mariana
  9. Folha Morta
  10. Rosa-dos-ventos
  11. Se Eu Morresse Amanhã (de Manhã)
  12. What's New?
A Tua Presença
12 Faixas Lançamento: 1971 Gravadora: Polygram

Ao Vivo (1970)


  1. Ponto de Oxóssi
  2. Meiga Presença
  3. Marinheiro Só
  4. Nada Além
  5. Com Açucar, Com Afeto
  6. Irene
  7. 9º Andar
  8. Os Argonautas
  9. Fósforo Queimado
  10. Voltei Pro Morro
  11. Maria
  12. Ponto De Oxóssi
Ao Vivo
12 Faixas Lançamento: 1970 Gravadora: Universal Music

Maria Bethânia (1969)


  1. Ye-melê
  2. Prá Dizer Adeus
  3. Ponto do Guerreiro Branco
  4. Preconceito
  5. Dois de Fevereiro
  6. O Tempo e o Rio
  7. Frevo n.° 2 do Recife
  8. Duas Contas
  9. Andança
  10. Onde Andarás
  11. Agora É Só Cinza
Maria Bethânia
11 Faixas. Lançamento: 1969

Recital na Boite Barroco (1968)


  1. Marginália II
  2. Carinhoso
  3. Se Todos Fossem Iguais A Você
  4. Último Desejo
  5. Camisa Listrada
  6. Marina
  7. O Que Tinha De Ser
  8. Molambo
  9. Lama
  10. Pano Legal
  11. Café Soçaite
  12. Pé Da Roseira
  13. Ele Falava Nisso Todo Dia
  14. Baby
  15. Maria
Recital na Boite Barroco
15 Faixas Lançamento: 1968 Gravadora: Universal Music Brasil

Edu e Bethânia (1967)


  1. Upa, Neguinho
  2. Cirandeiro
  3. Sinherê
  4. Lua Nova
  5. Candeias
  6. Borandá
  7. Prá Dizer Adeus
  8. Veleiro
  9. Só Me Fez Bem
  10. O Tempo E O Rio
Edu e Bethânia
10 Faixas Lançamento: 1967 Gravadora: Elenco/Universal


Maria Bethânia canta Noel Rosa (e outras raridades) (1966)


  1. Feitio De Oração
  2. X do Problema
  3. Três Apitos
  4. Pierrot Apaixonado
  5. Último Desejo
  6. Pra Que Mentir
  7. Silêncio De Um Minuto
  8. Meu Barracão
  9. Eu Vivo Num Tempo De Guerra
  10. Viramundo
  11. Feiticeira
Fotos e Imagens:

1.bp.blogspot.com
beto.ziriguidum.fotoblog.uol.com.br
bp.blogspot.com
di.imguol.com
ecx.images-amazon.com
fw.atarde.uol.com.br
i1.ytimg.com
img2.mlstatic.com
jb.com.br